Visto eletrônico gera aporte de R$ 450 mi no Brasil

A estimativa do Governo Federal é que o número de turistas aumente ainda mais com a isenção de visto anunciada para começar no dia 17 de junho

 No primeiro ano de implantação do visto eletrônico para cidadãos australianos, americanos, canadenses e japoneses, o número de turistas no Brasil aumentou 15,7%. É o que revela um levantamento realizado pelo Ministério do Turismo com base em dados da Polícia Federal.

De acordo com a Pasta, o número de turistas canadenses cresceu 45,4% nesse período, saltando de 48.951 viajantes (2017) para 71.160 (2018). Em seguida estão os australianos, com um aumento de 24,7%, os americanos, com 13,3%, e os japoneses, com 5,6%.

Em 2018, o número total de estrangeiros no país chegou a 6.621.376 milhões, sendo que 715.635 desse total chegaram desses quatros países.

 

A estimativa do Governo Federal é que o número de turistas aumente ainda mais com a isenção de visto anunciada para começar no dia 17 de junho.

“Vemos esses dados com felicidade e otimismo de que estamos tomando as medidas certas para que todo o potencial turístico brasileiro, reconhecido em todo o mundo, seja efetivamente concretizado”, comentou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

De acordo com o site internacional de viagens Kayak, as buscas por voos com destino ao Brasil aumentou entre os países que terão isenção de visto. A maior alta foi registrada na Austrália (36%), seguida de Estados Unidos (31%), Canadá (19%) e Japão (4%).

Os números são fruto da comparação entre a média diária de buscas de 1º a 15 de março e o período de 18 a 20 do mesmo mês, para viagens de 1º de abril a 31 de dezembro de 2019. Segundo o MTur, os quatro países beneficiados pela isenção foram responsáveis por 9,5% (619 mil) do total de estrangeiros que vieram ao país em 2017.

 

Matéria e foto: diariodoturismo.com.br