Praça Siqueira Campos Cacimba da Santa Cruz

Serviu de fonte abastecedora de água potável para consumo dos tropeiros e viajantes que ali acampavam e para toda a população da Vila de Lages. Tropeiros e viajantes foram incentivados pelo fundador, que fizessem parada e pousada na colina, pois foi argumentado que o local oferecia uma ótima visão da região, pastagem e principalmente água pura e cristalina para o consumo e o privilégio de estarem próximos à Vila. Além da Cacimba, Lages dispunha das águas do Rio Carahá, seus afluentes e finalmente o Rio Caveiras. Com a canalização de água nas residências, a cacimba foi desativada em 1968, e com o decorrer do tempo ficou soterrada, mas em 1973 foi desaterrada e em 1976 restaurada. Hoje é um dos Monumentos Histórico e Cultural de Lages. 
Localizada na rua Carlos Jofre do Amaral em frente ao SCC.

 

Praça dos Bandeirantes

Em homenagem aos bandeirantes desbravadores do Brasil. Lages foi fundada por um bandeirante paulista de origem portuguesa chamado Antonio Correia Pinto de Macedo.
Leia mais

Praça dos Bandeirantesclose Veja o mapa
Igreja Presbiteriana

Primeira igreja depois da Católica a estabelecer-se em Lages. Os missionários americanos chegaram aqui em 1900, em 1935 foi construído o Colégio Evangélico e em 1... Leia mais

Igreja Presbiterianaclose Veja o mapa
Mesquita Islâmica

Sociedade Islâmica de Lages, única no sul do Brasil. Fundada em 20 de maio de 1977, em termos estruturais foi construída em estilos orientais caracterizando-se por ... Leia mais

Mesquita Islâmicaclose Veja o mapa